Ichu: Tamanduá encontrado morto na estrada de Casa Nova

Tamanduá 2Nesta quinta-feira, 25, apareceu morto próximo a curva do Maxixe na estrada que liga a sede do município de Ichu ao povoado de Casa Nova um Tamanduá-Mirim.

Transeuntes que passavam pelo local entraram em contato com a equipe do AL Notícias passando essa informação.

Infelizmente o animal que muito raro encontrar em nossa região, estava no meio da estrada sendo esmagado pelos veículos e alguns urubus já começavam a comê-lo.

Tamanduá

Observando atentamente as características e comparando com algumas imagens no site da EMBRAPA dá a entender que realmente trata-se de um Tamanduá-Mirim.

Tamanduá-mirim

Tamanduá-mirimVive solitário. Alimenta-se de cupins, formigas e abelhas. O tamanduá-mirim pode ser visto alimentando-se no chão ou nas árvores. Ao contrário do tamanduá-bandeira que apresenta cauda com pelagem densa, o tamanduá-mirim tem uma cauda preênsil que o auxilia quando está nas árvores. As garras dianteiras são longas, mas não tanto quanto às do tamanduá-bandeira, mesmo se considerarmos as diferenças de tamanho entre os dois animais.

Normalmente é vagaroso, mas quando perseguido pode fugir rapidamente ou erguer-se nas patas traseiras em postura defensiva, como na foto. Quando não está ativo, descansa em buracos de árvore, tocas abandonadas de outros animais ou em outras cavidades naturais. A fêmea da espécie produz geralmente um único filhote depois de um período de gestação de cerca de 160 dias. O filhote é carregado no dorso da mãe ou deixado em alguma toca e quando fica mais velho pode acompanhar a mãe em suas atividades de alimentação.

Por: André Luiz – AL Notícias Texto sobre o Tamanduá extraído do site  da EMBRAPA

This entry was posted in Ichu. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>